Home
Serviços
Patologias Atendidas
Convênios Médicos
Supervisão
Tire Suas Dúvidas
Processamento Auditivo Central
Fonoaudiologia
Fonoaudiologia e Prevenção
Saúde do Trabalhador
Artigos
Publicações
Localização
 
 
 
 
 
 
 

Saúde do Trabalhador e Proteção da Audição

 

 Embora tenha evoluído muito nas últimas décadas a medida de controle para diminuição do ruído no ambiente de trabalho, é importante que se reflita sobre alguns fatores que poderão colaborar com a prevenção de perdas e a manutenção da saúde auditiva.

 

  Sabemos que o ideal é que o ambiente de trabalho tenha o ruído sob controle impedindo sua propagação para os colaboradores, sendo atenuado em sua origem. Sabemos também que nem sempre isso é possível e, uma vez que o ruído exceda os 80dBNPS ou 85dBNPS por 8 horas de jornada, o trabalhador deverá utilizar os protetores auditivos. Estes devem ser colocados antes da entrada no setor e somente devem ser retirados após o funcionário ter deixado o local onde há ruído. Pequenas retiradas dos protetores durante a jornada podem ser prejudiciais, mesmo que sejam por poucos minutos. A correta colocação dos protetores e sua conservação são fatores primordiais na higiene do trabalho e devem ser treinadas junto aos colaboradores.

 

  A proteção da audição não se dá somente pelo uso de protetores auditivos (sejam de inserção ou tipo concha). Ela deve ocorrer durante todos os momentos, quer no ambiente de trabalho ou fora dele. Os protetores de inserção devem ser mantidos limpos e respeitados os prazos de validade. Em presença de qualquer alteração no formato e/ou cor, os mesmos devem ser descartados. Nunca utilize algodão para proteger o ouvido ou qualquer outro material que não seja destinado para esse fim. Não use cotonete no interior do ouvido; este pode ser utilizado para limpar somente a orelha externa. Muitas pessoas acreditam que a cera do ouvido deve ser constantemente retirada para que o ouvido fique limpo. No entanto,a produção de cera é uma proteção natural para o ouvido, mantendo o canal auditivo externo e a região próxima à membrana timpânica lubrificada. A retirada constante do cerúmen com cotonete torna ressecada a fina camada de pele do meato acústico propiciando o surgimento de coceira, irritação, descamações e em alguns casos até de inflamação. Algumas pessoas produzem mais cera do que outras e é necessário ir ao médico otorrinolaringologista para que este acúmulo de cera (cerúmen) seja retirado.

 

  Tão importante quanto a proteção dentro do ambiente de trabalho é a proteção auditiva fora dele. Não são raros os casos em que o trabalhador em seus momentos de lazer (em um jogo de futebol, por exemplo) expõe-se a sons muito intensos (estampido de fogos no estádio) podendo causar alguns sintomas como zumbido ou apito no ouvido e perda temporária da audição. Quando o ruído é muito intenso às vezes pode ocorrer perda permanente. Igualmente preocupa aos profissionais da saúde o uso de fones de ouvido (celulares principalmente) em volume muito alto, trazendo prejuízo à audição. Perdas causadas por exposição prolongada ao ruído sem proteção auditiva são irreversíveis pois atingem o ouvido interno (ou orelha interna). O acompanhamento e o monitoramento audiológico devem ser feitos ao menos uma vez ao ano, para que se assegure que as medidas de proteção disponibilizadas pela empresa estão surtindo efeito. Vale reforçar também, junto aos colaboradores a necessidade de ficarem atentos quanto a: atividades ruidosas fora do ambiente de trabalho (quando também devem utilizar protetor auditivo); quanto a infecções como otites ou zumbidos, chiados, plenitude auricular (ou auditiva) ou seja, sensação de ouvido tampado, tonturas ou quaisquer outros sinais ou sintomas. Diante dessas ocorrências o trabalhador deverá ser avaliado por especialista para que se tomem as medidas necessárias para a garantia de sua saúde auditiva.

 

Publicado em: 14/05/2013

 
 

Perguntas mais frequentes dos pacientes

Supervisão Atendimento a profissionais da área

PAC Processamento Auditivo Central

 

Contato

Fone: (11) 3699-2049

Fone/Fax: (11) 3682-5040

E-mail: fonoaudiolu@uol.com.br

 

©Fonoaudiolu 2006/2017  Política de Privacidade   E-mail: fonoaudiolu@uol.com.br