Home
Serviços
Patologias Atendidas
Convênios Médicos
Supervisão
Tire Suas Dúvidas
Processamento Auditivo Central
Fonoaudiologia
Fonoaudiologia e Prevenção
Saúde do Trabalhador
Artigos
Publicações
Localização
 
 
 
 
 
 
 

Minha Criança Ainda Usa Chupeta...

 

 Esta é uma das inúmeras dúvidas que nos chegam no dia a dia. Até que idade deve ser utilizada a chupeta e também a mamadeira. Tenho que retirar logo? E se ela começar a chupar o dedo? E se não dormir de noite? E se ficar rangendo os dentes?

 

 O uso de chupeta até os 2 anos de idade não é prejudicial na maioria dos casos. Quanto à mamadeira também seguimos a mesma recomendação. Existem alguns casos que mesmo antes dos dois anos já é necessário retirar a chupeta, pois a criança adquire o hábito de colocá-la lateralmente, mordendo-a ao invés de sugar e já é possível verificar alterações na arcada dentária mesmo em tão tenra idade.

 

  A chupeta pode ser utilizada para satisfazer a necessidade de sucção do bebê. Oferecer em momentos que a criança está chorando e não se acalma, pode ser confortável para ela, porém, assim que se acalmar a chupeta pode ser retirada. Algumas mães insistem em colocar a chupeta na boca da criança mesmo que ela esteja bem, tranquila, desperta, rindo e se distraindo com alguma atividade. Após um ano de idade se a criança ainda usa chupeta, passe a oferecer apenas em situações em que não consegue acalmá-la ou distraí-la com outros estímulos. Crie o hábito de ao sair de casa com o bebê, informá-lo que a chupeta não precisa ir passear e deixe-a em casa ou “camufladamente” na bolsa para uma emergência. Assim, aos poucos a criança entenderá que fora de casa não deverá usá-la. Ao colocar a criança para dormir, procure ficar junto com ela, conversando, contanto histórias e segurando suas mãozinhas; ofereça a chupeta só em último caso. Após a criança dormir, retire cuidadosamente a chupeta.

 

 Durante o dia não utilize a chupeta em situações que estão associadas com birras, saída dos pais, horário de refeição, pois a chupeta não deve funcionar como consolo, porque os pais vão sair para trabalhar, ou porque a criança levou uma bronca, ou porque está se jogando no chão sem motivo. Lembre-se a função da chupeta é auxiliar na necessidade de sucção da criança. Após os dois anos de idade o desenvolvimento da arcada dentária, o posicionamento de língua, a respiração nasal não mais necessitam da chupeta e ela se torna fonte de bactérias e microorganismos, causando prejuízo à saúde da criança. O tempo que a criança está com a chupeta na boca faz com que a ponta de língua fique posteriorizada dificultando a articulação de alguns fonemas, causando trocas na fala.

 

 A retirada gradativa da chupeta surte efeito muito bom antes dos dois anos, pois podemos associar com situações de levar para o papai Noel, deixar para o coelhinho da Páscoa, etc. Quanto mais crescidas, mais difícil fica a retirada; há menos fantasias e mais argumentos. Vale à pena mobilizar a família, contando com a colaboração de todos. Ninguém deve ficar com dó da criança, porque os pais “malvados” estão retirando a chupeta, ao contrário, faz parte do seu crescimento, do seu desenvolvimento. Situações de viagem em que a criança muda a sua rotina e se cansa muito durante o dia com brincadeiras e passeios são muito boas, pois à noite a criança dorme até sentada ou às vezes durante o banho e nem lembra da chupeta. Quando voltar para a rotina de casa não volte a oferecer a chupeta, apele para a fantasia. Vai ser difícil por alguns dias, mas depois tudo volta ao normal.

 

  A retirada da mamadeira costuma ser mais tranquila. Procure no mercado copos coloridos de personagens da preferência da criança, com canudos, e da mesma forma que a chupeta vá substituindo gradativamente. Embrulhe bem bonito como se fosse um presente, faça uma situação especial e gostosa como uma surpresa.

 

 Se a criança tem menos de dois anos de idade, utilize a mamadeira apenas com leite. Sucos, vitaminas, água e chás devem ser oferecidos em copos ou colheres. Se a criança já tem mais de um ano e a alimentação está similar a do adulto, as mamadeiras do dia podem ser substituídas por pequenas refeições fazendo com que crie o hábito de lanches da manhã e da tarde. Nesse lanche mamadeira não entra.

 

 A variação da alimentação com novos sabores e consistências proporciona uma rica estimulação na sucção com canudos, mastigação e deglutição permitindo à criança o fortalecimento da musculatura orofacial que será utilizada amplamente para o desenvolvimento da fala. Então, vamos combinar: se a criança tem mais de dois anos e está difícil retirar mamadeira e chupeta, procure a avaliação e orientação fonoaudiológica para lhe dar suporte e esclarecimentos.

 

Publicado em: 05/10/2013

 
 

Perguntas mais frequentes dos pacientes

Supervisão Atendimento a profissionais da área

PAC Processamento Auditivo Central

 

Contato

Fone: (11) 3699-2049

Fone/Fax: (11) 3682-5040

E-mail: fonoaudiolu@uol.com.br

 

©Fonoaudiolu 2006/2017  Política de Privacidade   E-mail: fonoaudiolu@uol.com.br