Home
Serviços
Patologias Atendidas
Convênios Médicos
Supervisão
Tire Suas Dúvidas
Processamento Auditivo Central
Fonoaudiologia
Fonoaudiologia e Prevenção
Saúde do Trabalhador
Artigos
Publicações
Localização
 
 
 
 
 
 
 

Amanheci Rouca e Tenho que Usar a Voz o Dia Todo

 

 Não se desespere! Pode acontecer com qualquer um! Pode ser passageiro!   Calma!

  Você já ouviu tudo isso! Não se acalmou e a voz não voltou ao normal.

  Então, vamos por partes.

 

 

 É hora de pensar em como você está usando a sua voz, o que você está fazendo com sua voz no dia-a-dia, principalmente se ela é o seu instrumento de trabalho!

 

  Se você estiver com quadro gripal, talvez isso justifique a voz rouca; se não estiver com gripe ou resfriado, então, deve ficar atento (a) a alguns sinais e sintomas e buscar consulta com otorrinolaringologista que poderá, através de exame clínico, diagnosticar se há lesões nas pregas vocais que justifiquem a rouquidão. De qualquer forma, a higiene vocal ajuda em todos os casos, independente da causa.

 

  A higiene vocal pode ser definida como o conjunto de cuidados que todos deveriam ter com o uso da voz. Gritos são expressamente proibidos; falar o tempo todo sem parar, também não é recomendável; falar rápido demais, sem respirar direito, também causa esforço vocal. Usar a voz mais aguda ou mais grave do que seria sua característica natural também gera comprometimento da qualidade vocal. Portanto, higiene vocal é tudo o que me permite usar a voz sem esforço, sem prejuízo para o organismo. Falar em tom moderado, falar devagar, coordenar bem a respiração para não acabar o ar antes de terminar a frase, não pigarrear constantemente e ingerir muita água (cerca de 2 litros por dia) para manter o organismo bem hidratado.

 

  Alguns conselhos de nossas vovós se mostraram eficazes e por terem se tornado de domínio popular podem ser sugeridos aqui: - gargarejos com água morna e uma pitada de sal marinho; ou com chás calmantes (seja camomila ou erva cidreira); ou com chá de casca de romã. Alimentar-se bem, comer frutas variadas, manter atividade física constante, evitar cigarro e bebidas alcoólicas colaboram para boa manutenção da saúde, diminuindo infecções, gripes e resfriados que prejudicam a qualidade vocal.

 

  Seguindo todas essas sugestões a voz terá uma qualidade boa, mas isso não ajuda no seu desespero de não poder falar porque amanheceu rouca hoje. A afonia (nome dado à perda total da voz), lamento dizer, não tem outro jeito a não ser ficar quietinha, sem tentar falar, e assim que possível ir ao médico. A rouquidão ou disfonia, pode ser contornada se você está em um momento que não pode nem pensar em faltar ao trabalho. Explicando, você também terá que ir ao médico, mas poderá até a hora da consulta e até o início do tratamento com fonoaudióloga (o) usar algumas estratégias que poderão auxiliar. Respirar profundamente (inspire e expire soltando lentamente o ar); vá ingerindo água aos poucos, durante todo o tempo que necessitar falar (pequenos goles mas, continuamente). Articule bem as palavras, fale mais pausadamente, assim poderá falar com menos esforço e ser ouvida/compreendida. Dê respostas mais curtas, mais elaboradas, assim falará menos tempo; utilize, se possível, um auxiliar, para que dê as instruções enquanto há ruído, burburinho, para que você possa falar em situação mais tranquila, menos ruidosa. Se houver microfone, o esforço será menor, cerca de 50% a menos, pois você poderá usar a voz em volume mais fraco e ser ouvido (a) por todos. Faça pequenas pausas e aproveite as perguntas para descansar a voz, lançando a reflexão para os ouvintes.

 

  O uso adequado da voz permite que crises de rouquidão sejam menos frequentes, mesmo que seja necessário falar durante um dia inteiro. Após um esforço vocal muito intenso, por exemplo: você foi a um show e cantou a noite toda; no dia seguinte amanheceu rouca; fez repouso vocal e após 24 horas a voz já voltou ao normal ou quase. Mas, se demorar mais do que 48 horas para a voz voltar ao normal, você deve buscar tratamento especializado, pois pode ser indício de que as pregas vocais já não estão suportando abusos. Previna-se, vá ao médico, busque orientação com fonoaudióloga (o), porque nada como falar, falar, falar, e continuar falando com boa voz.

 

Publicado em: 02/04/2013

 
 

Perguntas mais frequentes dos pacientes

Supervisão Atendimento a profissionais da área

PAC Processamento Auditivo Central

 

Contato

Fone: (11) 3699-2049

Fone/Fax: (11) 3682-5040

E-mail: fonoaudiolu@uol.com.br

 

©Fonoaudiolu 2006/2017  Política de Privacidade   E-mail: fonoaudiolu@uol.com.br